Maria Mota

Maria Mota

Maria M. Mota obteve o seu doutoramento em Parasitologia Molecular na University College London em 1998, sob a orientação de Anthony A Holder. Mudou-se então para Nova Iorque para prosseguir um pós-doutoramento na New York University Medical Center e mais tarde, em 2002, iniciou o seu próprio grupo no Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC), em Portugal. Atualmente, Maria é a Diretora Executiva do Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes (iMM), em Lisboa, e líder do grupo de investigação Biologia e Fisiologia da Malária. Algumas das principais questões que o seu laboratório pretende compreender são: 1- Quais são os mecanismos do hospedeiro para a detecção da infecção do fígado por Plasmodium? 2 - O Plasmodium tem estratégias de evasão para subverter as respostas do hospedeiro? 3 - Como é que Plasmodium preenche as suas necessidades nutricionais para gerar milhares de novos parasitas? 4-  Será que Plasmodium sente e responde ao estado nutricional do hospedeiro? Maria recebeu vários prémios e distinções ao longo da sua carreira, tais como o prémio Investigador Jovem da European Science Foundation Young (EURYI) em 2004, Prémio Pessoa em 2013, membro da EMBO em 2016, prémio Pfizer em 2017 e prémio Sanofi - Institut Pasteur 2018 na categoria Mid-Career.

Contacts

Tecmaia – Parque de Ciência e Tecnologia da Maia
Rua Eng.º Frederico Ulrich, 2650
4470-605 Maia
Portugal

+351 220 968 183
info@healthportugal.com